sábado, 2 de abril de 2016

AUMENTO SALARIAL DOS SERVIDORES DE ITABERABA E A NOVELA DOS PLANOS QUE SE ARRASTA


Neste mês de março, finalizando mais uma campanha salarial, a diretoria do SINDSERVI, agora coordenada pela Técnica de Enfermagem senhora Marilande ( Mari), juntamente com os servidores conquistaram mais um aumento salarial acima da inflação.
Apesar da crise política e até econômica do País, foi possível o SINDSERVI conquistar o reajuste de 11% ( onze porcento)  para os servidores do quadro geral da Prefeitura de Itaberaba e mais 12%( doze porcento) para o Magistério.
A proposta de reajuste já foi apreciada pela Câmara de Vereadores e aprovada. Agora os servidores brigam pelos planos de carreira. Com isto, paralisaram suas atividades nos dias 29/30 e 31 deste mês,  com o objetivo de forçar o Prefeito João Almeida Mascarenhas Filho a atender a demanda de todos os servidores, garantindo neste ano o envio dos Planos de Carreira do Magistério, da Saúde e dos Demais Servidores à Câmara de Vereadores.

Apesar das paralisações, o SINDSERVI continua dialogando com a Prefeitura. Nesta quinta-feira( 31) , a diretoria do sindicato e comissão, além dos membros do governo municipal, se reuniram no Gabinete de Administração para análise da  proposta do Estatuto dos servidores e  plano de carreira da Saúde e dos demais servidores ( Obras, Administração, Finanças, Esportes, etc.). Naquela oportunidade   uma Empresa contratada pela Prefeitura apresentou o esboço das leis, que inclusive foi apreciado pelo jurídico do Sindicato presente ao encontro.
 A proposta dos planos  e do Estatuto ainda será  reavaliada pelo sindicato, o que promete uma nova rodada de negociação, com vistas a sanar possíveis prejuízos aos servidores.
Os servidores da Saúde, por sua vez, querem um plano da carreira específico para a área, e isto tem sido um dos maiores desafios enfrentado pelo sindicato perante o Município. Pois o Município alega que é desnecessário um plano desmembrado.
Até a presente data, apenas o Estatuto do Magistério foi aprovado na CÂMARA. Coube ao SINDSERVI reivindicar várias emendas para melhorar a lei, sendo que seis foram incluídas no bojo, garantido assim a manutenção dos direitos dos trabalhadores desse setor.